Embratur

Ministros do Turismo do Cone Sul confirmam presença em assinatura de MP que transforma Embratur em agência

por — publicado 09/10/2019 00h00,
última modificação 09/10/2019 11h01

Foto por: Embratur

Ministros do Turismo da Argentina, do Uruguai e do Paraguai e o presidente da Embratur se encontram na FIT Argentina 2019

Ministros do Turismo da Argentina, do Uruguai e do Paraguai e o presidente da Embratur se encontram na FIT Argentina 2019

Presidente Jair Bolsonaro assinará Medida Provisória no dia 6 de novembro no Palácio do Planalto

A participação brasileira na feira internacional de turismo FIT Argentina 2019, em Buenos Aires, terminou com sucesso. Neste domingo (6), o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) participou de jantar com os ministros de turismo da Argentina, Paraguai e Uruguai. Na ocasião, Gilson Machado Neto anunciou a transformação da Embratur de autarquia em agência e foi felicitado pelos demais.

“É uma decisão histórica do presidente Jair Bolsonaro. Ele demonstra, mais uma vez, que o turismo é prioridade de seu governo e que a Embratur deve ter protagonismo na divulgação do Brasil no exterior”, afirmou Gilson.

A transformação irá ocorrer com a assinatura de uma Medida Provisória no dia 6 de novembro no Palácio do Planalto. Os ministros Gustavo Santos (Argentina), Liliam Kechichian (Uruguai) e Sofia Montiel (Paraguai) confirmaram presença no evento.

No jantar, organizado pelo Ministério do Turismo da Argentina, Gilson debateu ainda com as autoridades medidas para destravar o turismo internacional na região do Cone Sul como legislação única e ações promocionais conjuntas. A primeira ação, sugerida pela Embratur e bem aceita por todos, é conjunto de ações para promover o turismo de pessoas na 3ª idade entre os países.

“O diálogo que tivemos na Argentina é fundamental para eliminarmos os gargalos que afastam o turista internacional e o investimento da nossa região. Precisamos trabalhar juntos para conseguirmos formar um ambiente favorável ao turismo na América do Sul”, ressaltou o presidente da Embratur.

Voltar ao topo